Bonus de Casino Online


O Melhor Casino Online Português, 300% Bónus No Primeiro Depósito

 

Bacará
Como em tantas outras coisas, a que os jogos de casinos também não são alheios, a origem do Bacará não é unânime, mas é possível dar como certos alguns dos pontos já confirmados pela literatura. De acordo com as informações confirmadas e avançadas em alguns livros da especialidade, o Bacará deriva de outros dois jogos europeus, o “chemin de fer” (estrada de ferro) e o “punto banco”. Terá sido da junção destes dois últimos que surgiu o jogo como hoje o conhecemos, que há décadas atrás adoptou o nome que actualmente o denomina – Bacará – que é na verdade uma adaptação da ancestral palavra italiana “baccara”, que significa “zero” ou “nada”, uma referência à pior “mão” que se pode ter neste jogo.

 

Origens do jogo
As primeiras partidas de Bacará terão sido jogadas muito antes de 1940, ano em que os italianos terão levado o jogo para França, onde acabou por ser introduzido na rotina de jogo da alta sociedade. A nível “oficial”, o Bacará terá sido apresentado quase cinco séculos mais tarde, em 1959, em Las Vegas, a “cidade do pecado”. Foi a esta localidade do Nevada que o jogo chegou, quase um ano depois do “chemin de fer” ter entrado nos casinos norte-americanos. A grande diferença entre estes dois jogos é que neste último os jogadores tentam essencialmente derrotar os seus adversários e não a casa, ao contrário do que acontece no Baracá, onde a intenção é sobretudo levar de vencido o dealer, o representante do casino. No entanto, há quem acredite que o jogo é uma variação do “vingt-et-un” (vinte e um), um jogo de cartas francês onde o objectivo é conseguir uma “mão” com 21 pontos, sem que se ultrapasse esse valor e antes dos adversários. A semelhança com este jogo está na construção de uma quantia única, já que no Bacará o intuito principal é apostar na “mão” em que se pensa estar o valor mais próximo do nove.

 

Como jogar?
O jogo é relativamente simples de levar a cabo, o que o torna num dos mais apetecíveis, mesmo pelos praticantes menos experientes. O Bacará é jogado com seis (para mesas simples) ou oito baralhos (para mesas duplas) de 52 cartas, que são retiradas do “sabot” (o mesmo utilizado no blackjack), pelo dealer. Aos participantes cabe a única função de escolher uma aposta na Banca, no Ponto ou no Empate, os módulos de investimento possíveis. Esta modalidade é jogada entre o apostador e o banqueiro, numa disputa com vista a apurar aquele que chega primeiro aos nove pontos, sem que se ultrapasse este valor. Para iniciar a partida, o jogador deve optar por uma das três alternativas de aposta, a que se segue a entrega de duas cartas, dadas ao jogador (Ponto) e ao banqueiro (Banca), sendo que o jogador é sempre quem vê as cartas em primeiro lugar, pois caso este obtenha um 8 ou 9 nas cartas que recebe, é automaticamente o vencedor, não havendo lugar à distribuição de mais cartas. Se isso não acontecer, depois de distribuídas as duas cartas, Ponto e Banca devem contabilizar as cotações das duas cartas, podendo o croupier dar a terceira carta ao jogador. Depois disso, voltam a somar-se os pontos, sendo declarado vencedor aquele que estiver mais próximo do nove. Importa referir que o valor das cartas é definido pelo algarismo das mesmas (de 2 a 9), sendo que as cartas com figuras e o 10 valem 0 pontos, enquanto que o Ás corresponde ao 1.

 

Proporções de ganhos com apostas vencedoras
Se a “chance” vencedora (a que se aproxime mais do nove) se encontrar no Ponto, o jogador que nela aposte receberá uma quantia na proporção 1:1. Já se a “mão” mais perto da quantia nove for a da Banca, a proporção será igualmente de 1:1, mas a casa irá retirar 50 por cento da verba em prémio, em cada ronda que a Banca ganhe com valor de cartas igual a cinco. Em caso de empate entre o Ponto e a Banca, e se o jogador tiver apostado em Empate, é-lhe atribuído um valor oito vezes superior à quantia da aposta inicial.

 

Variantes do Bacará
As regras e forma de jogo que se encontram explicadas acima são referentes à variante do Bacará mais jogada em todo o mundo, o Bacará Ponto e Banca/Macau. No entanto, existe ainda o Bacará Chemin de Fer, o Bacará Ponto e Banca, o Mini-Bacará e o Bacará de Jogo Privado (jogado em casa, com amigos). As diferenças são mínimas, mas ainda assim, vale a pena estudar cada uma das versões, que têm no tipo de apostas as principais diferenças, que se estende igualmente à proporção de ganhos e algumas regras do jogo propriamente dito, embora as alterações não sejam significativas. Contudo, há que ter em conta tudo aquilo que difere, já que poderão fazer variar substancialmente as hipóteses de vencer uma partida, o que qualquer pessoa pretende quando entra nestes jogos. É um jogo de cartas simples em que o jogador tem três opções: apostar na BANCA, no PONTO ou no EMPATE. São utilizados oito baralhos de cartas. As cartas são distribuídas do "sabot" pelo "croupier". No início de cada jogada, a cada grupo do PONTO e da BANCA são distribuídas duas cartas, uma de cada vez e alternadamente começando-se pelo grupo do PONTO, que será sempre o primeiro a ver as cartas. Se a pontuação de uma das "chances" for 8 ou 9, será anunciada imediatamente a pontuação e não serão distribuídas mais cartas. Caso contrário, o PONTO receberá sempre uma terceira carta numa pontuação de 0 a 5, e fica com a pontuação de 6 e 7, enquanto que a terceira carta para a BANCA só será distribuída em função da 3ª carta distribuída ao PONTO, segundo os valores abaixo. Ganhará a "chance" cujo total mais se aproxime da pontuação de 9. As apostas ganhadoras jogadas na "chance" PONTO, recebem na proporção de 1 para 1. As apostas ganhadoras jogadas na BANCA, recebem também na proporção de 1 para 1, mas o Casino deduzirá 50% ao montante dos prémios em cada lance ganho pelo grupo da banca com a pontuação de 5. Se a pontuação final for a mesma, quer para o PONTO quer para a BANCA, trata-se de um EMPATE. Ganha quem nele tiver apostado, recebendo 8 vezes o valor da aposta jogada.

 

Se apostou no jogador e a mão deste é vencedora, ganha o montante que apostou. Se apostou no banqueiro e a mão deste é vencedora, ganha o montante que apostou menos uma comissão de 5%. Se apostou em jogo nulo e com razão, ganha 8 vezes o montante que apostou! * Regra da 3ª carta Em função dos pontos calculados após a primeira tiragem, o croupier dá por vezes uma terceira carta ao jogador e/ou ao banqueiro. O croupier dá a carta com face visível, antes de mais ao jogador e caso seja necessário ao banqueiro.

 

0 valor das cartas é o seguinte: Ases = 1 Rei, Dama, Valete e 10 = 0 Restantes cartas = valor facial

 

O jogador de cada grupo que tiver a parada mais elevada, desde que tenha lugar sentado, receberá as cartas, mas não as deverá segurar fora da mesa. A carta adicional, quer para o PONTO quer para a BANCA, deverá ser sempre destacada das duas inicialmente distribuídas.

 

Nas mesas de "Mini" e "Midi" Ponto e Banca as cartas não serão tomadas pelos jogadores; cabe ao pagador descobrir as cartas (em "zona" delimitada na mesa de jogo para esse fim) relativas às apostas do grupo Ponto e do grupo Banca.

 

* Desenrolar de uma partida de bacará Deverá colocar a aposta da sua escolha na mão do banqueiro ("Banker"), na mão do jogador ("Player") ou em jogo nulo ("Tie"). A seguir o croupier distribui ao jogador e ao banqueiro duas cartas que se adicionam para obter o total de pontos. Em função deste total, o croupier dará uma terceira carta ao jogador, ao banqueiro ou aos dois. Totalizam-se novamente os pontos de cada mão. A mão com um total mais próximo de 9 é a vencedora. Derivado dos jogos europeus "chemin de fer" e "punto banco", o Bacará é um jogo misterioso, um enigma para a grande parte dos apostadores, apesar de ser um sucesso nos cassinos americanos. Com a ajuda deste artigo, você descobrirá os segredos do Bacará e poderá até mesmo se tornar um jogador vitorioso. Vamos começar com um pequeno histórico do jogo. Bacará é a versão francesa da palavra italiana "baccara" ou "zero". Ela se refere aos números das cartas do baralho. O jogo surgiu em 1490, quando o baccara italiano foi levado para a França, onde se tornou o jogo favorito dos nobres durante o reinado de Charles VIII. O Bacará foi demonstrado pela primeira vez em Las Vegas, em 1959, quase um ano e meio depois do "chemin de fer" ter estreado nos cassinos. Os dois jogos já eram famosos nos cassinos ilegais do Leste americano. O antecessor direto do Bacará jogado nos Estados Unidos, o "chemin de fer", é bastante parecido. A maior diferença é que os jogadores apostam entre eles mais do que com o cassino e a casa pega a comissão dos clientes que sustentam a banca. "Chemin de fer" foi demonstrado em Las Vegas nos anos 50 e logo deu lugar ao Bacará. O Bacará continua popular nos cassinos europeus.

 

Semelhanças com o vinte-e-um Muitas pessoas acreditam que o bacará é uma variante do vingt-et-un, o jogo francês de vinte-e-um. Isso torna o bacará um "primo" do vinte-e-um. No vinte-e-um, os jogadores tentam bater o dealer ao chegar o mais perto possível 21 (sem passar desse valor). No bacará, os jogadores apostam na mão que acham que está mais próxima de nove (a mão da banca ou a mão do jogador) . Embora haja muitas diferenças entre os dois jogos, as semelhanças apontam a uma origem comum.